segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Balanço da época cascatense 2009 - Tomo II



A luta nas tabelas

Depois de termos passado em revista a luta pelo título e as equipas que batalharam pelos lugares cimeiro, com um virtuosismo técnico ao nível da Taça das Nações Africanas, é chegada a altura de abordar a prestação das restantes equipas.
O facto de poderem haver crianças a ler este blog (e isto não é uma piada para os Defenestrados) leva a que esta análise tenha um cunho estilo Piratas das Caraíbas. Muita acção, muito sangue e efeitos especiais, mas sempre com a noção de divertimento familiar em que tudo acaba bem, tirando às 3as sextas de cada mês, em que acaba, invariavelmente, tarde.



Seguindo a ordem da tabela, comecemos pelos Frikadaellos. Quando o jovem Luís “Ciências” rescindiu contrato com os Zbroing, achou que formar uma equipa de cascata não era divertimento suficiente. Por isso toca de juntar um viking dinamarquês à equipa e tornar cada jogo numa espécie de sessão da ONU, com tradução simultânea e tudo. Os resultados são promissores e o lugar na tabela prova isso. No entanto o diagnóstico de equipa bipolar pode causar dificuldades, já que ao analisar as tabelas constata-se que em 11 jogos ou foram à final (incluindo um 2º lugar) ou nem do 1º nível passaram. Talvez com outra medicação que não Minis a coisa se resolva em 2010.

Logo no enfiamento da jogada, BMV c/laranja - a subir em relação a 2008, quer em finais, quer na classificação, mesmo apesar de nem sempre terem jogado com todos os habituais titulares. Contaram com dois pódios esta época e são um dos candidatos ao prémio Martim Moniz, depois de terem ficado 3 vezes no 7º lugar esta época. E, porque vamos de ponto em ponto, no próximo posto seguem indomáveis os.... Indomáveis. E o facto de ninguém os domar leva a tanto terem ganho uma edição, como logo no mês seguinte terem saído no primeiro nível. Esta inconstância custou-lhes pontos preciosos, o que os leva a descer ligeiramente face a 2008.



Cometendo a loucura de descer 2 pontos na tabela chegamos aos Feios, Porcos e Maus, nomes que certamente terão ouvido ecoar várias vezes pela sala com entusiasmo durante a sua estreia na organização de um quiz de cascata. Apesar de não terem escapado a alguma polémica nessa edição, mantiveram o nível depois da sua época de estreia, se bem que ligeiramente abaixo, quer em pontos, quer em fases finais. Tiveram como ponto alto um segundo lugar, mas na 2ª metade da época, nem uma final alcançaram.

A fechar este grupo, temos os Ambité, equipa recentemente eutanasiada pelo seu carismático líder Miguel “Quizadas”. A verdade é que o rendimento da equipa, ao longo da época, foi só um pouco inferior ao de 2008, mas o esforço para compensar ausências regulares, fez-se notar e o canto do cisne que foi a estreia em organizações e encerramento para balanço da equipa foi um pouco um espelho disso. Resta louvar o esforço do Miguel, também em manter este espaço “aberto” e em animar alguns serões cascateiros, com medleys musicais à discrição. Veremos o que dita o futuro...

Se não chover, esta semana há mais

1 comentário:

  1. 3 vezes em 7º lugar pff... Sou o José Peseiro dos BMV.

    ResponderEliminar

Mostra o SunTzu que vive em ti e comenta com garra.