domingo, 19 de outubro de 2008

CRÓNICA DE OUTUBRO

.


E pronto! No campeonato mais disputado de sempre, o desfecho foi mais cedo que o esperado. Se matematicamente ainda é possível aos Fonixs ganharem, a experiência diz-nos que a nova Ordem não veio sobrepor-se à antiga e o senhor aqui ao lado pode encomendar as faixas, já que dificilmente os seus homónimos deixarão fugir o caneco.

Sem retirar o inteiro mérito que os Fernandos Mamedes têm, é pena que, voltando a frisar, o campeonato mais imprevisível e disputado tenha um desfecho prematuro. Isto porque a Ordem do Fónix construiu uma equipa de raíz, ao fundir duas de bons pergaminhos e criou também uma dinâmica de grupo que faltava a cada uma das suas antecessoras. Um bom líder com mais quatro elementos a sacarem, cada um, os seus coelhos da cartola.

A mesma dinâmica que faltou aos Cavaleiros, sobretudo no início do campeonato. 5 individualidades não fazem uma equipa. Já foi tarde quando finalmente acertaram o passo.

A mais valia deste campeonato foi, sem dúvida os Zbroing 747 e os Ursinhos Bobó. Reduziram, e de que maneira, o fosso para os três grandes, criando a sensação que a disputa deste ano era mesmo a cinco, e reservando para todos os restantes uma a duas vagas na final, que só não acontecia quando cada uma delas organizava. É quase certo que o podium vai ter um estreante, resta definir qual. Os regularíssimos Zbroing 747 (só falharam uma final) ou os espalhafatosos (no bom sentido) Ursinhos que, por enquanto foram os únicos a vencer uma jornada, para além de Mamedes e Fonixs.

Depois deste preâmbulo, vamos à jornada.

Não foi a melhor de sempre. Mas esteve bem perto.
Recuemos no tempo.
Julho do ano passado. Uma bela sardinhada e um belo quiz, feito por um Leporino e uma Santa, antecipava um jogo bem divertido para a noite de 17 de Outubro.
Nenhum Espertalho (ex-Leporino) defraudou esta minha expectativa. Embora curiosamente tivesse faltado umas boas gargalhadas.
Foi um quiz bem organizado, sóbrio, pensado pergunta a pegunta e apresentado de uma forma clara. Sim, bem clara. Polémicas à parte, as perguntas estavam bem formuladas, sem margem para dúvida sobre o que se pretendia como resposta. Até a do Saladino, apesar de a ter entendido de outra forma. Erro o meu.

Uma prova escrita com perguntas q.b. (não aquele stress de responder em 15 mn a milhares delas) com elementos de grau de dificuldade diversos (os puzzles! como eu adoro! ) em que pecou, na minha opinião, por uma cotação estranha. Os Indomáveis começaram por tomar a dianteira.
Ainda na parte escrita, houve uma equipa que chegou atrasada, originando um sururu, liderado pelos Ambités. Pergunto eu: premeia-se uma equipa que chega com um atraso de 40 minutos ou começa-se de uma vez por todas a respeitar a hora a que começa? É que um dos elementos esteve lá desde o início! Por isso não fez sentido nenhum dar-se mais 5 minutos, caso contrário passa a ser uma regra. Afinal, a equipa até teve zero!
Adiante.
É curioso notar que no 1º nível, nenhuma pergunta deu a volta à sala. O que não quer dizer que fosse um nível demasiado fácil ou sequer fácil. Foi apenas o maior conjunto com perguntas de 1º nível que já vi alguma equipa fazer. Por vezes, tem-se a tendência de esquecer que há 15 equipas a jogar e não três ou quatro. Numa noite de maiores baixas desde 2006, restava saber quem iria ficar com as duas favas deste bolo-quiz. Calhou aos Mineteiros e Golfinhos. Mas nesta altura já 8 equipas perfilavam-se para o 2º nível numa luta intensa, liderada pelos Mamedes e Zbroings, mais uns espantosos BMV c/Laranja a um ponto ("É um cocktail!" - esclarecia o Filipe) e com todas as oito a ganharem pelo menos 5 directas estabelecendo uma diferença pontual de 4 pontos entre o 1º e 8º.

No 2º nível, a luta foi maior. Foi novamente o maior número de perguntas próprias de um 2º nível a que assisti. Com Nnaped e Carangueja a passar ao lado delas, a média das restantes oito foi 3 directas, o normal para 2º nivel. Nível este que teve dois protagonistas bem distintos. Os Cavaleiros a fazerem 14 pontos com 6 em 6 directas(!) e os Ambité a ganharem pela 2ª vez este ano com 15 pontos , dos quais 9(!) em cascata e assumindo pela primeira vez a liderança da jornada. E se dúvidas houvesse quanto à mais valia desta organização, isso vê-se pela distância pontual entre estas oito, ao final do segundo nível. Apenas 8 pontos, a distância mais curta este ano entre estas posições.

Parentesis. Sem criticar as outras organizações, alguns falam da necessidade de fazer uma triagem logo desde o início às equipas. Não vou contestar as estratégias das outras equipas na organização dos mesmos, cada um terá a sua forma de encarar o cozinhado. Os Espertalhos, no entanto, respeitaram a designação de nível "fácil", "médio" e "difícil". E obtiveram a mesma triagem com maior emoção e mais gozo para todos. Parabéns! Eram 8 das 10 primeiras equipas do campeonato, separadas por 8 pontos no final do 2º nível. E na dança das cadeiras, quando a música parou, foram os Fonixs e os Indomáveis que não tiveram lugar na final. Os desconcertantes Indomáveis, capaz do melhor e do pior, fizeram pontos mais que suficientes para em qualquer outra jornada, passar à final. Já os Fonixs, se não fosse a obstinação em manter uma opinião própria sobre o conceito de "estrela", talvez a história deste campeonato fosse outra.

3º nível. Mamedes com um sprint fatal arrasou a concorrência, e os surpreendentes Ambité, na sua melhor classificação de sempre, conseguiram segurar o 2º lugar em detrimento dos Cavaleiros. Zbroings e Ursinhos, outros grandes terminadores só conseguiram subir uma posição e relegar os BMV c/ Laranja para o 6º lugar, numa jornada em que estes mereceram bem mais.

Uma palavra final para as faltas de comparência. Se com as Santas Noites talvez se possa compreender (uma certa falta de motivação e as baterias carregadas para a sua organização em Dezembro), já os Feios, Porcos e Maus parece inadmissível. Estava a ser a equipa sensação deste campeonato e já tinham jogado uma vez com apenas dois elementos. O que se passa, afinal? Esperavam outra coisa deste campeonato? A organização dos Espertalhos, repito, não sendo a melhor, teve um investimento pessoal bem notório que deu muitos e bons frutos e exigia-se portanto, a comparência de todos!

Até Novembro!

P.S.: Esta é a minha crónica com a minha opinião pessoal. Quem estiver interessado em fazer outra crónica, estou receptivo a ela.

12 comentários:

  1. Sergei Kostov20/10/08 15:48

    Parabéns pela iniciativa Miguel. Qq ajuda, dentro do possível, manda vir.
    Em nome dos Espertalhos, agradecemos a referência positiva e também os comentários. Se me permites, sem qualquer stress, porque consideraste a cotação da parte escrita "estranha"?

    Em relação ao atraso dos Mineteiros, deixámos à consideração de todos, até pq nesses 5 minutos n iria fazer mta diferença. Nem sequer prejudicou o ritmo do jogo...

    Quanto ao resto, nós temos exactamente essa ideia de que os três níveis devem ser distintos, mas sem filtragens de elite nem nada disso. Se é certo que as "maiores" equipas tenderão sempre a distanciar-se, porque não tornar um jogo o mais agradável que possível para todos, dentro de um critério que faça sentido?

    Uma nota, a questão polémica com os Fonix sobre os Misfits, não foi considerada errada por causa do conceito de estrela. Se fosse assim, especialmente depois da Ficção Cientifica e os três grandes, eu teria feito nova pergunta à equipa. Foi mesmo por a resposta estar errada (vide explicação no Blog QdC).

    Em suma, esperamos que tenha sido agradável para quem foi jogar. A nós, deu gosto fazê-lo e ver que foi um quiz disputado até ao fim.

    Boa sorte para o blog.

    ResponderEliminar
  2. Miguel...3 palavras! és o maior!

    mas tenho que te dar graxa agora,para nao me criticares muito em Novembro na organização!!!

    Carlos Santos (NNAPED)

    ResponderEliminar
  3. Obrigado pelas palavras, Sergei!
    Em relação a ter achado a cotação da parte escrita "estranha", devia ter explicado melhor mas não quis dar grande importância ao que considerei um pormenor menos bom. Passo a explicar: Fez-me confusão dar dois pontos por 5 bandeiras (e 1 ponto por três), tendo em conta que algumas mandava-se ao "calhas", podia ser que se acertasse; e não fazer o mesmo pelas fotografias de cinema, dado que havia, que me recorde, pelo menos a Traci Lords e o Eli Wallach que não eram nada fáceis de identificar para a maioria das pessoas e que não bastaria o "calhas". Em relação ao meu comentário sobre os Misfits e os Fónixs, não era direccionado a vocês, mas sim aos próprios Fónix e àquilo a que chamo carinhosamente uma certa atracção pelo abismo que eles têm.

    Bem haja a vocês todos!

    P.S.: Obrigadão, Carlos! E vê se não me dás razões para o fazer em Novembro.

    ResponderEliminar
  4. Viva
    Fui dos primeiros a visitar este novo blog, mas quis esperar até à sua divulgação para me estrear nos comentários.Cá vai.

    Parabéns aos espertalhos (ou carinhos, pois ainda não percebi como preferem ser chamados) pelo bem organizado e dinâmico quiz da passada sexta.
    A equipa vencedora foi anunciada pelas 2:10, acho que é uma hora que deve servir de referência para quizes futuros - em setembro já passava das 4 h! Boas perguntas e adequadas aos níveis.

    Quanto ao blog estou certo que irá ter sucesso, principalmente para os geek das estatísticas, como já se pode ter uma ideia pelos post anteriores.
    HCl_Ambité.

    ResponderEliminar
  5. Muito bom o blog Miguel, com a ctualizações podemos recuperar um pouco o espírito dos blogs, cujo interesse é manter em diálogo os jogadores do campeonato de cascata.

    Entretanto anuncia-se uma nova equipa para o ano.Novidades lá mais para a frente.

    Nuno Vitoriano
    BMV com Laranja

    ResponderEliminar
  6. men...
    atracção pelo abismo... que achincalho...
    sinto-me uma espécie de lemingue do quiz.

    Boa sorte com o blogue.
    (e pode-se inventar mais estatísticas - mais perguntas ganhas em cascata (estilo ressaltos ofensivos), perguntas que se sabia mas se falhou (estilo erros não forçados, aí somos sérios candidatos) e, claro, mais alcool consumido por mesa (os Cavs devem ganhar, mas era giro saber por que valores).

    FB

    ResponderEliminar
  7. Sergei Kostov21/10/08 14:45

    Não há problema Miguel. Creio que a divisão da pontuação reflectiu se calhar a nossa proximidade com as áreas, já que no meu entender eram bem mais acessíveis os filmes do que as bandeiras.
    Mas, é um comentário válido :)

    @ hcl - Espertalhos serve sim senhor. E obrigado também pela referência.

    ResponderEliminar
  8. A OdF é como o Nadal.
    Está sempre lá quase quase mas o Federer ganha sempre!

    ResponderEliminar
  9. Se jé está decidido então talvez não seja o campeonato mais disputado de sempre! O primeiro decidiu-se na última jornada, com 3 equipas a lutar pelo título e houve alteração entre o 2º e o 3º.

    ResponderEliminar
  10. A todos que não tiveram a sua mensagem publicada instantaneamente, as minhas desculpas. O problema já está resolvido e a mensagem aparece na hora.

    Bem haja

    ResponderEliminar
  11. "A OdF é como o Nadal.
    Está sempre lá quase quase mas o Federer ganha sempre!"

    Este cometário é do Anónimo Adormecido, acordou e ainda não sabe o que se passa no mundo.

    ResponderEliminar
  12. Grande jogo ontem no Lizaran com a fusão BMV com Laranja + 1 Cavaleiro a ganhar no Sprint Final aos Espertalhos+Ambité , ambos com 36 respostas certas. Prevaleceu o factor de desempate. Suadíssimo.
    Pascoalinho quando é que há Quiz no CBL????

    ResponderEliminar

Mostra o SunTzu que vive em ti e comenta com garra.